segunda-feira, 27 de maio de 2013

Anos 30: Crise e Glamour

Conhecer as mudanças que aconteceram na década de 30 é essencial pra entendermos as mudanças da década de 40 e 50. 

1930: Crise e Glamour

A década de 30 começa com o reflexo da crise mundial da queda da bolsa de  valores de Nova York em 1929. Muitas  pessoas ficaram pobres, empresas faliram e o desemprego imperava. Historicamente, em épocas de crise, a moda se torna menos ousada. Na década de 1930, homens e mulheres tinham visual sóbrio, com aparência adulta porém sofisticada. Se nos anos 20, as mulheres eram andrógenas e sem curvas, em 1930, as curvas femininas foram redescobertas e expostas de maneira refinada.

Na moda feminina, os cabelos antes curtíssimos nos anos 20, começaram a crescer e eram penteados com ondas, as saias ficaram longas até o tornozelo e os vestidos eram justos e retos. A inovação da época foi o corte enviesado em godê ou evasê. 
Os decotes profundos nas costas dos vestidos de noite faziam das costas a nova zona erógena. De fato, muitos vestidos eram feitos para serem vistos de trás. Até os vestidos de dia eram abertos nas costas e as saias, justas nos quadris, pela primeira vez na história revelavam a forma das nádegas.
Os ombros eram destacados, a cintura voltou ao lugar. Os suéteres entraram em voga como peça diária informal. Uma das coisas que surgiu nessa época foram os conjuntos: peças como vestidos, saias ou casacos que podiam ser combinados entre si e coordenados com luvas, chapéus, cachecol ou bolsa.
As  formas eram inspiradas no período histórico admirado no momento: a antiguidade clássica. Moças altas eram admiradas e um dos efeitos para se conseguir mais altura era a cabeça parecer pequena, com os cabelos penteados bem junto à cabeça. Luvas eram um acessório indispensável, assim como boleros ou capinhas. O chapéu cloché, popular nos anos 20, deu lugar à boina, que era usada de lado. Diferentes estilos de calçados foram criados nos anos 30: sapatilhas, modelos com tiras no tornozelo, saltos em tamanho médio, pontas arredondadas, sapatos bicolores e os modelos pump (sapatos sem nenhum tipo de presilha que deixam o peito do pé a mostra).

Vestidos de noite e vestidos de passeio.


Na moda masculina, a aparência de um "ar esnobe” começou nos anos 30, assim como o progresso das roupas em direção à informalidade. Os ombros dos paletós deveriam ser bem largos e quadrados. As calças eram  largas ou retas. O terno com fechamento duplo se popularizou e é precursor do terno moderno. Os tecidos eram de cor escura ou com listras e xadrezes. No verão se usava blazer. O look masculino tinha uma aparência mista de gangster e homem de negócios. 
Chapéu Fedora
A mudança mais significativa da moda masculina da década, ocorreu devido ao filme “Aconteceu Naquela Noite, estrelado por Clark Gable. Em uma cena, ele tira a camisa e não há camiseta por baixo. Camisetas até então, eram roupas de baixo e a ousadia da ausência da peça no figurino do personagem fez a venda de camisetas cair drasticamente influenciando o hábito masculino de usar uma camiseta por baixo da camisa. O chapéu da época era o modelo fedora, usado propositalmente caído sobre os olhos ou apontado para baixo.


A moda dos anos 30 era inspirada no esporte, na vida ao ar livre e os banhos de sol, por conta disso, os saiotes de praia diminuíram, dando origem aos maiôs, as cavas aumentaram e os decotes chegaram até a cintura. A mulher dessa época devia ser magra, bronzeada e esportiva. A evolução dos trajes de banho foi a grande responsável pela criação de roupas decotadas e fez surgir novos tipos de roupas para a prática de esportes, como o short (que surgiu a partir do uso da bicicleta). Um acessório que se tornou moda nos anos 30 foram os óculos escuros.

O glamour das atrizes de Hollywood é a imagem do momento, o cinema foi o grande responsável pela disseminação dos novos looks. Marlene Dietrich, Mae West, Katharine Hepburn e Jean Harllow são as divas mais copiadas, assim como Greta Garbo, que era um ideal de beleza com seu visual sofisticado, sobrancelhas e pálpebras marcadas com lápis e pó de arroz bem claro, era  a mais imitada pelas mulheres.


Marlene Dietrich, Mae West, Katharine Hepburn, Jean Harllow 
e Greta Garbo



Como as curvas do corpo feminino voltaram a ser valorizadas, os seios também voltaram a ter forma (nos anos 20 eles eram achatados e diminuídos com bandagens). Era usado um sutiã e uma cinta ou espartilho flexível (mais leve que os do século XIX). As formas eram marcadas, mas naturais.
Era tempo de crise, e materiais mais baratos passaram a ser usados em vestidos de noite, como o algodão e a casimira. As mulheres costuravam muitas roupas em casa para economizar. Tecidos laváveis e os primeiros tecidos sintéticos foram criados nessa época, como o cetim e o nylon que foi usado na fabricação de meias calças a partir de 1939.

Os estilistas famosos da época (que também faziam figurinos pro cinema) eram Edith Head, a grega Madame Grès (estilista que inventou o vestido tubinho preto), Coco Chanel, Madeleine Vionnet, Elsa Schiaparelli e Jeanne Lanvin. Elsa Schiaparelli era ousada em suas criações inspiradas no surrealismo. Nessa época, nas butiques (palavra que significa "já pronto"), surgiram os primeiros produtos em série assinados pelos grandes estilistas.


Vestidos noturnos de: Edith Head, Coco Chanel, Madeleine Vionnet, Elsa Schiaparelli, Madame Grès e Jeanne Lanvin respectivamente.


No final dos anos 30, com a aproximação da 2º Guerra Mundial, que começou 1939, as roupas já apresentavam uma aparência militar, algumas peças eram preparadas para dias difíceis, como as saias que vinham com uma abertura lateral, para facilitar o uso de bicicletas. Com a guerra, muitos estilistas fecharam suas maisons ou se mudaram da França para outros países que não estavam em guerra. A guerra viria transformar a forma de se vestir e o comportamento de uma época, como vamos ver na postagem sobre os anos 40.

O estilo dos anos 30 é constantemente revisitado em desfiles, editoriais de moda, premiações como o Oscar e vestidos de noiva. Pode ser facilmente reconhecido pela famosa silhueta "grega".

O texto foi escrito pela autora do blog de acordo pesquisas em livros de Moda lançados no Brasil e no exterior. Se forem usar para trabalhos ou sites, citem o blog como fonte. Leiam livros de Moda para mais informações e detalhes.
*Originalmente postado em meu outro blog, o Moda de Subculturas.


12 comentários:

  1. sou uma apaixonada pela História e aproveitando as férias escolares, optei por pesquisar sobre a década de 30. Minha grata surpresa de encontrar seu blog, extremamente bem feito, com um material incrível e escrito de maneira clara e concisa. Parabéns! Com certeza, voltarei a essa página!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu blog. Bem escrito, excelente pesquisa e com um material de encher os olhos. Parabéns! Visitarei com muita frequência!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto! Amei ficar sabendo mais sobre os anos 30!

    Bjux, Jell

    ResponderExcluir
  4. Interessante... gostei!

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada por essa postagem! Me ajudou muito pois estou começando a escrever um conto que começa na década de 30. Eu preciso saber o máximo sobre como se vestiam. Sapatos e tudo que eu puder. Você sabe me dizer se quem era de classe baixa, usava o que? E se as mulheres usavam algo no cabelo para fazer cachos e manter no lugar? A maquiagem essas coisas... Vai me ajudar mais ainda. Obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Quais livros foram usados para escrever este texto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana!
      No menu do blog tem um link chamado "Livros", lá estão os livros que consulto pra escrever os textos do blog.

      Se você estuda moda, com certeza deve ter alguns deles na biblioteca de seu curso. Se seu professor exige a fonte nos trabalhos, sugiro que os procure pois daí você pode citar a fonte com mais propriedade.

      Excluir
  7. Sou fascinada neste tempo. Pra mim e como se fosse hoje....vivo sonhando com essa epoca que nao volta mais.

    ResponderExcluir
  8. Ótima matéria...
    Me ajudou muito!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOTA AOS LEITORES


Olá, tudo bem?
Fico feliz que tenha chegado até aqui! Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam sobre livros que uso nos textos estão, eles listados neste link: https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html

Alguns textos foram escritos entre 2009 e 2013, num período que eu não anotei as fontes, por isso eles não as tem. Portanto, quem me escreve cobrando as fontes destes artigos, espero que compreendam que não posso colocar uma fonte que não lembro ao certo/exatamente qual foi, indicando algo errado. MAS os livros que uso estão no já citado link - pra quem quiser ir atrás deles. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e nada melhor que ler livros pra adquiri-las.


A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria tão grande e que viraria referência no Brasil.
Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog).
Sana ♥